sábado, 25 de setembro de 2010

Libélula



Com um sorriso pintado na face
Voei alto e alegremente
Com a chave dos segredos
Entre as mãos

Sou dona de meus domínios
que não conhece servas
E não servindo a ninguém
Tenho posse de mim mesma

Voei mais alto majestosamente
Como uma entidade pura e atrevida
Ate chegar na mansidão do paraiso

E lá chegando:
Ergui a ponta do véu de nuvens e o que vi
Uma pintura feita pelas mãos dos Deuses
No belo Jardim do Éden
Ouvi uma canção cantada na voz dos anjos
Tinha um raiar do sol de uma manha de verão
Tao intensa e bela era a luz,
Que vislumbrei
Todo o infinito sem pestanejar

A situação
Tornou-me presa cativa
Num elo que ninguém mais viu
Muito menos conheceu

Fiquei procurando uma explicação
que não ferisse a lógica.
Não encontrei.
Nada ali era lógico,
Apenas devaneios de uma
Livre, leve e solta libélula a voar


13/08/2010

Sua Lembrança



Meu coração chora
Eu só quis quem não me queria
Eu sangrei de gota em gota
Fui morrendo a cada dia


Sem perceber fui definhando
Muitas lágrimas a rolar
Quem nunca chorou por amor,
Não sabe o que é amar


Olhei o velho vestido da ilusão
que um dia eu vesti
Agora está rasgado e sujo
A muito tempo eu já o despi.


Sobretudo, continuo vivendo
E a vida irrevogavelmente
Lembra-me do que eu quero esquecer
Deixando uma marca permanente


Eu fiquei sozinha
E quando você foi embora
Trancou a porta,
E jogou a chave fora


Não adianta fugir desse sentimento
Ele irá me acompanhar
Para onde eu for
Mas um dia, o tempo, há de apagar.


Sou refém da saudade
Diz-me em que verso eu te perdi?
Viver só com sua lembrança
Foi o que decididamente escolhi




18/08/2010

A luz do seu Olhar




Eu nunca te tive
E tanto te desejei

Passei dias implorando
Para plantar um beijo em sua boca avida
Desejei em você renascer

Arrisquei-me e fui desprezada,
Mas nunca tive receio de amar

Concluindo que:
Sempre onde existe um desejo,
Os olhos por mais que estejam mentindo,
Se traem.
Os teus se traíram
Na primeira vez que te vi.
E ainda hoje quando
Te vejo sem tencionar
Teus olhos continuam se traindo

Apaguei todas as suas lembranças
Da minha mente
Só nunca consegui apagar
A luz do seu olhar

Prossigo meu caminho
Sem mais te desejar
Na amplitude da mansidão
Ainda prefiro continuar
Na companhia da solidão
Com seu manto cálido a me abrigar
E não ferindo o meu coração

01/09/2010

Umbral dos Esquecidos



Nesse reino submerso
Abriga a sombra dos esquecidos
Que nasceram da desonestidade e da dor
Seres que tem corações enegrecidos

não se vive e não se morre
O que impera é a maldade
Chefiados pelo horror e pânico
Vermes materializados na vulgaridade

É o mais profundo dos abismos
Nas trevas da insanidade
São manipulados pelo ódio
São marionetes sem liberdade

Almas passageiras de Caronte
Corvos negros a observar
Entrando na mansão de Hades
De onde não podem escapar

O sofrimento é a conclusão direta
dos vícios morais e dos erros
Lá os medos ganham poder
Criando imensos desesperos

Semeando espinhos pelos caminhos
Colhendo a dor e a escuridão
Almas atormentadas e perdidas
Eternos passageiros da ilusão

26/08/2010

Criança da Esperança




Se fazendo num sopro de vida
Renasce na terá uma criança
É uma esperança de renovação
Diante do milagre de uma nova vida
De uma nova condição

Será sempre a união numa família
Florescida no mais belo jardim
Um ponto de alegria e de luz
Num amor incondicional sem fim

A criança não tem conhecimento algum
Mas, ela acredita em tudo o que vê e sente
E que nada rejeita, e tudo conquista
Pois usa a arte de sorrir alegremente

Encanta-se com a brisa
Nas bolinhas de sabão
Teima com o vento
Sorri com verdadeira emoção

Acredita no invisível
O riso que contagia
A pureza da poesia
O amor que inebria

Rimo meus versos em seu sorriso
Dessa linda e doce criança
Que espero a muito tempo
Encantada em raios de esperança

20/08/2010

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Almas Gêmeas




Elas são almas que se buscam
Por toda eternidade
É um tipo de amor muito raro
Sem mistério e sem maldade

Elas se reconhecem pelo olhar
Um amor puro, intenso e inesgostável
Que só aumenta com o tempo
Uma simetria formidável

Nem a morte separa essas almas
Para elas o tempo é surreal
elas se buscam por muitas vidas
Não existe felicidade igual

Vem pintando as mais belas paisagens
No desenho mais lindo de um novo dia
Sempre uma nova vida, sempre uma nova chance
De amor felicidade e poesia

Esse é um amor que descomplica
Suaviza e encanta inspirações
Total entrega, pura energia
Santo graal de dois corações

Como acordes de um violino
Afinado em compassos mimosos
Melodia espalhadas pelo ar
que contorna movimentos graciosos

É uma carinhosa musica,
Com a sinfonia de duas almas

18/08/2010

Espetáculo dos Amigos





Nesse palco da minha vida
Tantos expectadores olhares atentos
Alguns muito conhecidos

E eles sempre souberam
que eu nunca apostei no pior

Os desafios dessa vida me ensinaram
A ser mais forte e determinada
E hoje vou sem medo
A qualquer lugar do mundo

Porque o medo não é e nunca foi
O meu melhor conselheiro
Meu melhor conselheiro sempre foi o tempo

Errar foi um ato só
E para reparar um único erro
Foi necessário uma serie de atos

Minha luz apareceu
E eu precisava tanto dela
Veio acompanhada da esperança
E na hora certa

Percebi que, verdadeiros amigos
Não tentavam me manipular
E que eles também não
Precisavam que eu me justificasse
Porque confiavam na minha verdade

Reacendem-se as luzes
Alguns bons amigos na primeira fila
Aplaudindo-me de pé
Incentivando-me a continuar

Eles são tesouros em versos
Que hoje estou colhendo

28/08/2010

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Alocram





Muito te busquei
E não estava a te achar
Quando eu estava a desistir
Você veio me encontrar

A primeira vez que olhei nos seus olhos
Você me olhou como eu queria ser olhada
E me mostrou que eu podia ser amada
Por ser quem eu realmente sou

Por mais que lutasse
Confesso que não resisti
E no mesmo instante
Nos seus braços cai

Desejei que quando você acordasse
Eu fosse a primeira coisa que você veria
E no escuro da sua solidão
Eu pudesse ser a luz que iluminaria
Seus desejos e seu coração

Ainda guardo seu sorriso
De momentos mais diversos
Com o brilho do seu olhar
Escrevo seu nome nos meus versos

Porque não ouve o meu grito,
Se te sinto em mim pensar.
Porque me deixa aflito,
Se eu só desejo te mostrar
Que com todo esse agito
Você está intimamente a desejar
que nesse seu conflito,
Você só precisa me amar.

06/09/2010

Pomba Branca da Paz




Quanto mais os estampidos

Das armas de fogo
Devem ainda ser ouvidos
Para acabar esse jogo?


Quantos inocentes
Terão que morrer mais
Para se saber que
Foram mortas pessoas demais?


A insônia aborta os sonhos
De crianças e jovens que vivem
Num ambiente de destruição
E simplesmente mais um dia sobrevivem


Edificando o caos e a injustiça
Para a tal conquista daquilo
Que nem precisa ser conquistado,
Cheios de medalhas, glamour e estilo


São feitos outros soldados
Para derrotar esses tais conquistadores
Num ciclo de ódio sem fim
Atuando como novos atores


Quanto tempo ainda
Seguraremos essas correias
Submetendo-nos a deixar
Nosso poder nas mãos alheias?


Quanto tempo mais
Demorarão para perceber
Que em toda guerra
Só se tem a perder?


Precisamos irrevogavelmente
De sanidade de ser capaz
De amar ao próximo com verdade
E da pomba branca da paz

18/08/2010

O que eu não Percebi em Você?




Você me conquistou com um desejo
De me conhecer
Mesmo sabendo quem eu era

Com um sorriso franco
Disse-me que tinha boas intenções

Quebrei a barreira do medo
E da insegurança
A você, me entreguei num beijo ardente

Acreditei que eu era uma
Das poucas pessoas de sorte
Que podiam desfrutar
Da sua companhia
Aflorou meus desejos mais ocultos

Tão perto estivemos
E agora tão distantes estamos

O que eu não percebi em você?

Porque se afasta de mim
Sem ao menos
Me dar a chance de tentar
Te mostrar o quanto
Eu desejo estar com você.

Desbravando o medo
Vim cabisbaixa te fazer um pedido:
Acolha-me em seus braços
Envolvendo-me, me dê seu abrigo

20/08/2010

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Onde Estava




Onde estava você,
Quando eu precisei do teu apoio?
Onde estava sua voz,
Quando precisei de uma palavra sua?
Onde estavam teus olhos,
Quando precisei que me aprovassem?
Onde estava teus ouvidos,
Quando precisei que me ouvisse?
Onde estava teu corpo,
Quando precisei que me aquecesse?
Onde estava seu toque,
Quando precisei do seu carinho?
Onde estava seu coração,
Quando precisei que me amasse?
Onde estava,
Que não me estendeu a sua Mao,
Quando eu estive no fundo do poço?
Porque me desprezou tanto?

Onde está você agora?
Porque tanto me implora,
Meu apoio, minhas palavras,
Minha aprovação, meu entender,
Meu calor, meu carinho e meu amor?
O estender das minhas mãos?
E minha atenção?

Onde você se encontra é onde eu já estive.
Sofri e chorei e não te encontrei.

E nesse momento não é maldade minha pensar
que pra mim,
Tanto esse poema, como você acabam por aqui


16/06/2009

Aquela Canção




Aprendi ser a princesa solitária
E enclausurada no alto da torre,
Onde somente eu posso enxergar
Alimentando a esperança
De que um dia o príncipe encantado
Aparecerá e me libertará.
Toque pra mim, meu amigo, aquela canção
Que você disse ser pra mim.
Toque a canção ate eu dormir
Dormir profundamente e sonhar, e só acordar,
Quando meu príncipe estiver a me esperar
De braços abertos a me aguardar.
Aquele príncipe com quem sempre sonhei.
E aí ele me tomará em seus braços,
Me carregará e me levará para o seu castelo,
Estará sempre me amando,
E me permitindo ser amada
Toque pra mim meu amigo, aquela canção
Ate meu príncipe aparecer
No seu cavalo branco, com sua espada na mão




11/05/1996

Despertei




Hoje eu acordei
E senti um aroma diferente no ar
Abri a janela
E meus olhos brilharam com a luz do sol
Os passarinhos cantavam
Uma suave melodia de alegria

Enchi meus pulmões
Com o ar puro da manha
E agradeci a Deus
Por aquele lindo dia

Despertei de repente,
Quando percebi que
Eu não tinha esse habito

Como pude não perceber
As lindas manhas
Que meu pai me oferecia?

Alegrei meu coração
Em pensar que hoje percebi.
E a minha sintonia mudou

Daqui pra frente
Todas as minhas manhãs
Serão ensolaradas
Assim como meus pensamentos
Serão positivos e brilhantes

12/03/2010

Doce Regressão





Fui a procura das cartas
Para saber do meu futuro
Esquecendo que meu passado
Foi a maior influencia dos meus sofrimentos

Fui a procura de respostas
Minhas memorias retrocedidas
E muitas coisas lembradas

Atitudes infelizes
que me levaram a ruína
De mais uma vida

Agora eu me lembro de tudo
Pois eu me vi lá

Me conscientizei que meu destino
É ser forte e vencedora

Descobri que
Só as pessoas fortes
São destinadas a provações
Aqueles que resistem e lutam
Sempre vencem

Tudo na existência
Tem sua finalidade e um destino

Eu retornei a esse planeta
E dessa vez, não perderei a viagem

Mesmo eu não escrevendo livros
Sou escritora renomada da minha vida
Escrevendo nos pergaminhos da eternidade
Minha verdadeira realidade

12/03/2010

Os Anos Passados




Enquanto a vida acontece
Passam os dias, os meses e anos,
E cada hora é uma hora
No incalculável relógio da memoria
Uma saudade que chega de mansinho
Num movimento sutil no ar
que anuncia sua presença
Na casa da minha infância
Minha flauta eu tocava
Naquela rua, eu me divertia muito.
No sino da igrejinha
Tocava aquele soar num grito
que nos chamava a falar com Cristo
Subindo no alto daquela praça
Na ventania chegava-me aquela canção
Que me acompanhou
Por vários anos da minha vida
E no silencio da minha mente, ela ainda se repete.
Gritaria na feirinha
Tive que crescer depressa
Pulei a fase da adolescencia
A escola da Madre,
que me ensinou e me instruiu
trago lembranças boas
Com honras ao mérito
Fica uma vontade gostosa de retroceder
Tem certas coisas que jamais esquecerei
Saudades
Da rua onde estive correndo,
Das lembranças que fui esquecendo,
Mas continuo vivendo,
E com tudo isso aprendendo

04/11/1998

Filha do Sol



Sou filha do sol e do amor
Doce leonina iluminada
Filha de Apolo e Afrodite
Sou feliz e muito amada

Tenho um grande tesouro
Moro num palácio na alvorada
Sou dona da prata e do ouro
Tenho uma carruagem encantada

Passeio nas nuvens do céu
Cheiro as flores do jardim
Brinco nas ondas do mar
Doce perfume sem fim

No meu 35º aniversário
Eu ganhei um presente
Do meu pai e minha mãe
Eu fiquei muito contente

Deram-me um colar
Um pingente de sol pendurado
Minha mãe me disse
Que com amor foi encantado

Atrás estava escrito:
Para meu caminho iluminar
Afirmando com clareza
Você nasceu para brilhar

15/08/2009

Pequena Renascida




Uma alva menina
Com rostinho de boneca
E risada contagiante.
Era alegre e visionaria
Não se importava em ter apenas
Uma boneca que a acompanhou
Por trinta anos.
Se importava em ter alguém
Para brincar com ela.
Tudo sempre parecia ser muito fácil
Até quando ela cresceu.
Conheceu o dinheiro, o poder e
O desprezo por ser pobre.
Queria somente ser amada
Reconhecida por suas qualidades,
Nada parecia se encaixar
Nem carregando peso
Nem usando inteligencia e esforço
Conseguia prosperar

Tinha vergonha do que se transformara
E dos erros cometidos
Foi mãe muito jovem
E ali mesmo encerrou sua adolescencia
Mesmo sendo adolescente
Teve que enfrentar a vida de
Mãe do filho e mãe da mãe.

Não tinha o conhecimento
Das leis divinas e questionava
O tempo todo porque tanto sofria
Tinha muitos desejos e muitas ambições
Começou a viver uma vida
Sobre as flores da ilusão
Que lhe trazia dinheiro e poder
Mas que a entregava a tristeza e a solidão.
Se escondia de vergonha na própria sombra

2009

Aprendendo a me Calar




Aprendi que nunca deveria ter
Falado erroneamente sobre coisas
Que eu desconhecia

Aprendi a dizer não com postura
E sem agredir ninguém

Que fazer tudo pelos outros
Atrapalhava não o crescimento
Da minha própria alma
Mas dos outros também

Pensei o tempo todo em
Mudar a humanidade
Mas não tentava
Mudar a mim mesma primeiramente

Aprendi ver o defeito dos outros
Como meus próprios defeitos pois,
Se eu os estava percebendo
Foi porque eu os tinha dentro de mim mesma

Quem conhece seus erros
Está muito próximo de corrigi-los

Com base nisso, aprendi
que aquele que aceita a si mesmo
Esta preparado para perdoar os outros

Buscando o bem de meus semelhantes,
Acabei encontrando o meu proprio bem
Eu não era uma má pessoa
não sabia lidar com as outras pessoas

E por fim, aprendi que
Tudo que é realmente
Verdadeiro é eterno
Como o amor, os ensinamentos,
E nossa alma

2009

Transeuntes da Nova Era 2




Vocês não perceberam que:

Quando não enxergamos a luz
É porque as trevas
Já nos consumiram
Por falta de moralidade
Falta de amor, perdão e caridade.

Os espíritos enegrecidos
Sempre te manipularão
Suas mentes e suas ações
Transformando suas vidas
Em verdadeiras negações

Farão-te acreditar
Que vocês são miseráveis
E culpados de suas próprias mazela
Cobrando saldos impagáveis

E vocês aceitarão
Porque eles se alimentam
Das suas culpas, magoas
Raivas e tristezas

Feliz daqueles que já encontraram
O verdadeiro caminho
E buscam aprender
Pois esse sim, tem esperança

E a esperança é um empréstimo
Pedido à felicidade

04/03/2010

Transeuntes da Nova Era



Ouso observar os ilustres
Transeuntes dessa nova era
Que sobem e descem naquela rua

Questionamentos me vem à mente
Será que é realmente isso
Essa tal nova era?

Porque eles são tão desligados
E nem percebem a face
Da maldade à sua volta?

Às vezes é preciso
Parar e olhar para longe,
Para podermos enxergar
O que está perto de nós

Se somos o que fazemos
E se somos principalmente
O que fazemos para mudar o que somos,
Porque alguns acreditam
Que podem evoluir sem sacrifícios
E sentem-se donos de si?

Tentando entender essa
Tal juventude da nova era
Ouço os espíritos sussurrarem
Bem baixinho no meu ouvido:

Pra eles terem nascido direito,
Teriam que ter morrido direito,
Isso também serve pra você

04/03/2010

Acreditar em Pessoas




Amigos de verdade nunca te abandonan
Nunca seja uma marionete de emoções
Nunca duvide do que você nunca viu
E também nunca acredite
Em tudo o que você

As pessoas que falam mal dos outros pra você
Falarão mal de você para os outros

Acreditar não faz de ninguém um tolo
Tolo é quem mente
Porque o que fica
É a lembrança a cerca de suas ações
Seria otimo se as pessoas
Já viessem com bula
Nos ensinando a manusear
E usar na dose correta

O importante é ter amor dentro de si mesmo
Enxergar apenas as qualidades das pessoas
E sempre ter a certeza
De que mais cedo ou mais tarde
As pessoas mudam

Conquistar os outros é ter poder
Conquistar a si mesmo,
É conhecer o caminho

2009

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Erros e Verdades




Mais de um ano se passou
De você tudo o que me restou
Foi a lembrança do seu sorriso
Me sinto uma tola porque
Eu não passei de uma garota
Sentada por inúmeras vezes
Ao lado de um rapaz
Implorando que ele me amasse.

Um dia você me disse
Que eu era o seu sonho
Eu nunca quis ser seu sonho
Quis ser sua realidade
Eu queria te amar
Para toda a eternidade

Percebi que na vida
Existem erros e verdades
Você cometeu muito erros
E sempre me esconde a verdade
E pra mim, dizer que te amo
Pode ter sido o meu maior erro,
Mas também, foi a minha maior verdade

2009

Que Amor é Esse?




Meu coração cansou
A dor me consumiu
Minhas mãos perderam a direção
Meu olhar perdeu o brilho
Minhas palavras se calaram
Meus pés sangraram
Na infeliz caminhada
De uma jornada
Sem respostas e sem fim.
Desisti de lutar
Pra tirar esse sentimento de mim
Nada funcionou.
que amor é esse?
Às vezes ele se aclama,
E às vezes se revolta.
Mas sempre está lá
Não consigo expulsa-lo
Terei que conviver com ele
Ate quando o inclemente destino
Desatar essas amarras
Vou deixando passar os dias
No piloto automático
nem sei mais quem sou
A tristeza me consome
Porem, esse amor
Não mais me fere
Por alguma razão
Esta congelado dentro
Do meu peito estraçalhado.
Eu agradeço a Deus
Por ainda conseguir sorrir

25/04/2010

Desisti de ti



tanto tempo vinha
Lutando por ti,
Muitas batalhas perdidas
E uma guerra chegada ao fim
Sem rendição e sem conquistas

Sou o lado que perdeu
Não por desisti de lutar
Porque fui brava e piedosa guerreira
Perdi porque o lado
Oposto saiu em retirada
Uma guerra totalmente inútil

Dei o melhor de mim,
Mas infelizmente,
Não foi o bastante

Eu queria ser sua
Não para você ter posse sobre mim
Mas, porque eu não queria
Me entregar a mais ninguém

O relógio da vida não parou
O tempo depressa passou
O coração doeu e sangrou
A ferida cicatrizou

Definir você hoje é assim:
Você é como a carta mais esperada
De um jogo acabado

04/03/2010

Acabou o Sofrer




Este estranho amor
Se entranhou dentro de mim,
Impregnou minha alma
E dilacerou meu coração

Sofri dias calada
Com o seu desprezo
E suas mentiras

Andei como um andarilho sem rumo
Como um barco a deriva
Não enxerguei o horizonte
Por muito tempo

Ontem tudo isso acabou
Com um lapso de lucidez
Rasguei o véu das ilusões
Que cegava meus olhos e meu coração

O meu amor por você murchou
Como uma flor que morre sem agua
Seu aroma saiu de dentro de mim
De você restou magoa

Ontem cantei meu canto
sem nenhum encanto

Hoje canto a poesia
De uma vida de alegria

Eu não fiquei vazia
Porque não caminho sozinha
E o amor que tenho dentro de mim
É muito mais forte que a sua falsidade

09/03/2010

Últimos dias de Fevereiro

Olhando pela janela
A refrescante chuva
De uma tarde de verão

Conquistas inesperadas
E tanto tempo desejadas
Trazem-me tranquilidade
E a inquietude de como
Planejar bem meu futuro

Inebriada em pensamentos
Faço uma pequena retrospectiva
Dos meus últimos meses

Todo o sofrimento
Roubou-me a vontade de amar

Sabendo que dentro do meu coração,
Você ainda esta la
Como posso eu,
Nesse momento não te querer?

Pela primeira vez na vida
Desejo estar sozinha

Eu mesma não consigo acreditar
Que dou-te um adeus
Sem ao menos me importar

25/02/2010

Conhecendo Meu Bem

Conheci meus verdadeiros limites,
Quando me disse um não
Conheci minhas condições
Diante do seu coração

Conheci o real brilho de um olhar
Quando você me olhou
Conheci um arrepiar sublime
Quando você me tocou

Conheci um êxtase profundo
Quando você me beijou
Conheci a alegria de viver
Quando você sorriu

Conheci uma rara beleza
No momento que te vi
Conheci o amor verdadeiro
Quando eu te conheci

03/02/2010

Sem Esperança

Eu não posso dizer que
O meu amor por você se acabou
porque consigo falar com você
Sem estremecer toda
Sem que me sinta uma tola
Ou sem que meus olhos
Se encham de agua

Quando me dei conta
que a dor tinha passado

Percebi que um amor nunca morre
Fica adormecido nos braços da esperança
E ressuscita de um perdão

Você não mudou nada
Continua o mesmo
O que mudou foi a situação.
Hoje eu não sofro mais
Por não estar perto de você

Eu não fui uma covarde
Porque chorei por te amar
Covarde foi você por
Ter tido medo de me amar

Você não está me dando esperança
Porque isso é algo que de você
Eu já não tenho mais

28/01/2010

Alegria de me Ver

Ao me ver,
Seu olhar se fez sorriso
Tudo se fez alegria
No seu coração
A pureza que sorria
A felicidade entrou
Pela porta de entrada

O tempo parou
Você nem sentiu

Com saudade
Não contendo seu sorriso
Com o peito repleto de esperança
Me implorando
um momento de felicidade
que eu te ame
Por toda eternidade

Em pensar que
As frases mais belas
Que você me disse
Foram no silencio do seu olhar

27/01/2010

Meu Bem 2

Você levou meu coração a um lugar
que eu não tinha mais certeza
Se poderia ir de novo

eu senti meu amor por você
Crescendo dia após dia
E não tinha forças
Pra lutar contra isso

Eu percebi que o amor
Estava presente dentro de você
No momento que te vi chorar
Que ele estava sempre em seus olhos
Quando se entregavam
No momento que me via chegar
Porque brilhavam sem parar

Por isso que nunca entendi
O motivo do seu desprezo
E de tantas mentiras

Aquilo que foi minha fraqueza ontem
Se transformou na minha
Grande força de hoje

Tudo que é realmente verdadeiro
É eterno.
Como o amor que sinto por você
Mesmo a distancia e ao longo do tempo
Mesmo não te vendo
E não estando ao teu lado

2009

Amor que se Calou

Eu falava, você não ouvia
Eu chorava, você dizia
Que eu chorava porque eu queria
Eu sofria, você se calava
Você mentia, eu acreditava
Eu o esperava, você não aparecia
Eu queria coisa seria
Você só brincava
E quando eu desistia
Você me procurava de novo
E de novo eu acreditava
Em tudo o que você dizia
Você mentia o tempo todo
Eu o queria pra sempre
Coloquei você no meu sonho
Eu me entregava, você me evitava
Eu falava eu te amo
Você também dizia
E mais uma vez eu acreditava
E mais uma vez, nos seus braços caia

Com o tempo
Você descobriu que eu era única
E eu acabei descobrindo
que você era só mais um
Chora ai sozinho
Porque por você, eu não choro mais
Aprendi que é melhor
Calar um sentimento
Do que manifesta-lo a quem
Não sabe compreende-lo

13/09/2009